top of page

Primeiro Mar - Segunda Parte




  Acredito que não foi somente pela paz, a decisão de ficar nesse plano de existência foi absolutamente influenciada pela culinária local. Prado na Bahia fica à beira mar e a pousada onde fui acolhido me apresentou o que chamam por aqui de "casquinha de siri". Não conheço ainda como se faz o prato, muitas coisas aqui nesse plano ainda são mistérios para mim, mas quando provei me apaixonei.


   A necessidade de encontrar um abrigo me levou às portas dessa humilde pousada. Primeiramente me encararam como um hóspede, mas fiz entenderem rapidamente que precisava de uma maneira para me manter e de um lugar para ficar. A dona da pensão chamava-se Laura. Uma mulher decidida, gentil e justa. Me ofereceu o emprego de zelador “faz tudo” e um quarto nos fundos de sua casa, parte da antiga vila de pescadores da região. A primeira vez que provei casquinha de siri foi ali, sentado na pequena varanda em frente à porta do meu quarto, olhando para o mar ao entardecer.


   Laura me trouxe a refeição em um pequeno prato para que eu provasse. Contou-me como sua mãe havia lhe ensinado o preparo quando era ainda criança, mas manteve a parte da receita fora da história. Me disse que era segredo de família. Enquanto comia tentava me lembra de onde já tinha sentido aquele cheiro e gosto...sabia que era algo familiar também, porém minha mente estava se rendendo à realidade desse plano e deixando Terriare para trás. Tinha algo a ver com minha própria família e eu conseguia ver refletido no mar o rosto de uma mulher com os traços parecidos com os de Laura.


   Tornei uma tradição semanal comer casquinha de siri sentado na varanda de meu quarto olhando para o mar. Todo domingo quando o sol está indo embora sento no mesmo lugar e vejo o mesmo rosto refletido nas águas olhando para mim de volta. O cheiro e o sabor seguram em mim algo que minha alma sabe que não quer esquecer.  



 

Chegar é a primeira parte. Escolher ficar é a segunda. Mas o que será que te faz partir de onde estava para criar um nova vida? Será a existência da alma um jogo de xadrez? 😉 Fica a dica. 😉 Se ficou curioso vou deixar duas vias disponíveis abaixo. Vamos lá! Eu apoio a sua curiosidade. Na esperança que se divirta em cada território dos planos^^





12 views0 comments

Recent Posts

See All
bottom of page