top of page

O Mapa - Conto 1 - Parte 2



Caelestis é o Mestre Superior do Convento, responsável pela educação de todos os postulantes iniciados e também é o nosso professor de História da Realidade Espiritual. Um estudo sobre como os planares foram moldados e influenciados pelos vários mestres espirituais da Ordem da Luz. Com os seus quase um metro e noventa de altura emite uma aura de autoridade mas ao mesmo tempo serenidade e conforto. Seu impecável hábito marrom é coberto por gravuras em azul das quais reconheço poucas mas que demonstram sua maestria em conhecimentos espirituais milenares das Eras Antigas. É conhecido por todos pelo seu temperamento sereno e fala precisa.


- O vosso atraso já foi notado por todos nós. É de péssimo gosto fazer com que seus irmãos e mestre aguardem pela vossa presença. - A voz dele soava como uma harpa precisamente afinada mas o desgosto estava ali presente. - Entrem e ocupem os seus lugares, por favor.


Nossa sala de aula estava com as cadeiras arranjadas em círculo e isso demonstrava a apresentação de um novo postulante, o que era estranho pois o período de iniciação já tinha encerrado há algumas luas atrás.


Sentei-me ao lado de Gaudium nas cadeiras próximas à porta e à frente de Puella. Foi quando percebi um novo rosto ao lado dela. De queixo quadrado e cabelo muito curto, olhos cor de âmbar e nariz forte. Me encarava com um leve sorriso em seus lábios fartos, como se soubesse uma piada secreta sobre o mundo. Não gostei daquele novo rosto. Não gostei nem um pouco.


- Para aqueles que, devido ao atraso, perderam o início desse nosso encontro educacional semanal: a apresentação de nosso novo irmão e postulante iniciado Columba já foi concluida. - Caelestis tinha um mínimo traço de impaciência em sua voz. - Como estava lhes informando antes de sermos interrompidos por passos apressados no corredor e conversas à beira da porta, hoje conversaremos sobre a Realidade Espiritual do Planar IN LUX e como nossa Ordem ajuda em sua manutenção.


O uso da palavra "planar" me pegou completamente de surpresa. Era de conhecimento geral que a Ordem da Luz se referia as regiões de existência como "os planos". Mas a pergunta do novo aluno chamado Columba foi o que realmente tirou o chão sob os meus pés.


- Mestre Caelestis. Se refere aos planos com o nome antigo, assim como os clãs de liberdade que se escondem nas vias, e me sinto surpreso. Por qual motivo? - Com uma voz estranhamente grave e calma o novo aluno descreveu exatamento o meu conflito interno e isso causou em mim uma estranheza que não tinha experenciado antes.


- Muito bem observado irmão Columba. Usei o termo "planares" pois iremos falar sobre tempos antigos e esse era o termo usado em eras passadas.


O restante do encontro seguiu com Caelestis descrevendo como no início da ultima Era, depois da queda dos 7 que governavam, a Ordem da Luz tomou para si a responsabilidade de vigiar os acontecimentos que regiam os seres espirituais em IN LUX. Entre tais seres aconteceram vários conflitos devido a vaga de influência deixada pela queda dos 7. Esse periodo ficou conhecido mais tarde como Luminescências. E pouco a pouco, episódio por episódio, a Ordem obtinha entre os seres mais poderosos a licensa de falar por eles e com o passar do tempo a regência espiritual inteira de IN LUX estava nas mãos dos sacerdotes.


- Até hoje mantemos a paz espiritual, o escudo mental e a guarda das almas em IN LUX com maestria e devido ao esplendoroso trabalho realizado aqui fomos convidados pela Lei dos 7 para exercer tamanho trabalho em todos os outros planares. - O mestre realmente tinha orgulho em proclamar a historia vitoriosa da ordem. - No nosso proximo encontro falaremos sobre como isso ocorreu e como hoje estamos presentes e mantemos a paz em todos os Planos de Existencia. Estão dispensados por hoje. Podem retornar para suas respectivas responsabilidades no convento.


Já estava quase passando pela porta quando Caelestis chamou Gaumdium, Puella, Columba e eu para perto dele. Os olhos do novato nao perderam nenhum dos meus movimentos e se encontraram com os meus várias vezes enquanto ele caminhava até o mestre.


-Como perderam a apresentação de nosso novo postulante Columba, penso que devem mostra-lo as áreas comuns do convento enquanto ele se apresenta à vocês três. - Concordamos os quatro com um "sim mestre" e nos dirigimos a saída.


Do lado de fora da sala decimos apresentar a ele o jardim do claustro que se encontrava à porta mais próxima a esquerda, uma das áreas mais utilizadas por todos para um tempo de leitura. Gaudium e Puella foram na frente enquanto Columba veio ao meio lado e aproveitou da distância para sussurrar algo que novamente me surpreendeu.


- É surpreendente como um integrante de um clã de liberdade mantém-se escondido entre tantos mestres da Ordem da Luz. Realmente intrigante. - Columba se afastou de mim com o mesmo leve sorriso nos lábios e apesar do meu rosto não entregar nada, fiquei parado olhando ele caminhar mais a frente e falando mais alto chamou por Puella e a fez esperar.


Gaumdium percebendo que eu fiquei para trás veio até mim percebendo perfeitamente minha perplexidade.


- Esta tudo bem nii-san?


-Há algo de errado com esse novo aluno. Algo realmente muito errado.


 

Se chegou aqui de outro plano e ainda não leu a Parte 1, vou deixar pra você uma "Via Planar" para ter acesso a todos "Os Planos". Vamos lá, segue a via! Eu apoio a sua curiosidade!




11 views0 comments

Recent Posts

See All
bottom of page