top of page

Poema, por Ya Ferreira


Todo pôr do sol é um passado

que eu vejo e registro nas fotografias.

Ele é um fim e um agradecimento

pela vida nessa interminável escuridão.

Meu movimento de espera,

minha fé no retorno

e a minha aceitação diária.

Meu “mais um dia, menos um dia”.


A recordação das conversas com os amigos,

das tardes de festa na vila São João.

Saudade de saudar o começo da noite

na mesa bamba do bar na praça do centro.

Equilibrando o copo, tamborilando os dedos na mesa,

enquanto observo a mudança da gente que chega.

Hoje, eu o observo da minha casa,

eu o persigo na caminhada

todo dia.

Tentando, assim, minimizar o sentir

da palavra sem tradução.


Ya Ferreira é participante do grupo de Negritudes do projeto É DIA DE ESCREVER.




Já segue ela lá no instagram ?


@yaraferreiraz

11 views0 comments

Recent Posts

See All

Comments


bottom of page