top of page

Natal




Beth, minha vizinha de rua, me convidou para o natal. Disse que mandaria para mim o convite do evento fantástico e surpreendente. Dias depois recebi um envelope embolorado com instruções...

Era natal, eu estava na porta da casa dela, o portão se abriu sozinho. Entrei. De longe ouvi uma voz “sobe, vai até o quintal de trás, vem por dentro”, mas assim que entrei na casa, a porta se fechou e a luz se apagou. Fui tateando as paredes até encontrar um interruptor. Acendi a luz. Dei uma olhada geral, achei uma garrafa e dentro dela uma folha de papiro mágico onde dizia “a história que você escrever, vai se realizar neste natal”. Sem pressa, mas ansiosa comecei a escrever “proteja as crianças do mundo, alimente os famintos, transforme todos os seres em veganos, salve a Amazônia e o Pantanal, me transforme numa investidora, suma com os containers sem alças” e de repente a luz se apagou. Senti uma mão no meu ombro esquerdo. Paralisei. “Não grite, controle-se e vai andando sem olhar para trás“, dizia a voz rouca e grave, me conduzindo para a porta que levava ao quinta

 “Meu nome é Tote, faraó do Egito, você está com algo que é meu, foi tirado da pirâmide”. Eu respirei fundo tentando me controlar e pedi para ele me deixar sentar e acabar de escrever, negociando com um faraó, até que me virei para trás e nesse momento, o tal Faraó me respondeu: “vai logo, escreve essa porcaria que eu tenho que devolver a fantasia antes das 12 badaladas da meia noite”.



Recent Posts

See All
bottom of page