top of page

Era Uma Estranha Biblioteca

Como não causar espanto, ali na rua mais sinistra, onde mora a Ministra.

Eis que abre uma biblioteca, antes era uma discoteca.

Perto do escadão, onde vendiam pão.


Certo dia entro lá e para minha surpresa só tinha um funcionário,

Ele diz "meu nome é Oxalá", sou bibliotecário.

Fique à vontade, eu vou e volto logo,

Quando se levanta, vira e diz "também sou missionário".


Em sua cabeça tem uma faca, que divide a esquerda da direita,

O sangue escorre pelas costas, com as mãos postas ele diz,

"Não se avexe não, essa faca está aí desde à espreita...


Qual o livro tu procura, vou buscar, vendo a labareda,

ele diz, "cuidado para não se chamuscar".

Eu saio dali sem olhar para trás, nem facas, sem chamas..

Eu preciso de PAZ.


Livros sobre a mesa
Uma Biblioteca estranha?





Recent Posts

See All

Opmerkingen


bottom of page