top of page
AD.png

07 Dicas Para Escrever Um Poema Rimado e Ritmado

Atualizado: 30 de mai.

Olha quem tá de volta, Brothers & Sisters... Eu, Milli Alves e mais umas diquinhas para vocês tirarem onda na escrita de poesias rimadas e ritmadas.


Se você tem interesse em literatura e, mais específico ainda, em escrever, é fato que já arriscou escrever um poema rimado e com ritmo. Pode até ter achado uma porcaria. Mas já tentou, não é mesmo?


Escrever um poema rimado e ritmado pode ser desafiador minhas manas e maninhos, mas com algumas dicas que vou jogar no ventilador aqui para vocês e prática, você pode criar versos que fluem harmoniosamente e fisgam e prendem a atenção do leitor até o final.


Aqui estão algumas dicas para vocês arrasareeeem na escrita de poemas com rimas e ritmado:


1. Escolha um Esquema de Rima


  • Considere um destes esquemas de rima comuns: como ABAB, AABB, ABBA, ou ABCB. Escolha um que se adapte ao tom e à mensagem do seu poema.


  • Consistência é chave, "Bebê": Mantenha o esquema de rima consistente ao longo do poema para criar um ritmo previsível e agradável. Pode assiscar uma ou outra quebra neste esquema, mas planeja direitinho para não jogar o poema no lixo, viu?!


2. Preste Atenção ao Ritmo


  • Métrica: Decida a métrica do seu poema (quantas sílabas por verso). Existe vááários nomes para cada métrica, mas não interessa isso neste caso, o que interessa é vocês decidirem quantas sílabas por verso vocês vai quererem (o nome disso você aprende depois se quiser).


  • Leitura em voz alta: Leia seu poema em voz alta. Ou enquanto escreve ou depois de escrever. Isso vai ajudar vocês a garantir que o ritmo flui bem e soa natural. Isso também ajuda a identificar e corrigir versos que soam forçados meio forçados. Aliás, por falar em forçar...


3. Use Rimas Ricas e Diversas


  • Rimas exatas e ricas: Além de rimar a última palavra, pense em rimas ricas que envolvam mais de uma sílaba (por exemplo, “conhecer” e “esquecer”).


  • Evite rimas forçadas: PELO AMOR DAS DEUSAS... Não sacrifiquem o sentido do poema para forçar uma rima. Se necessário, reescreva a linha para encontrar uma rima que se encaixe naturalmente e mantenha o sentido.


4. Varie o Vocabulário


  • Dicionário de sinônimos: Usem e abusem de um dicionário de sinônimos para encontrar palavras que se encaixem na rima e no ritmo desejado. Segue aqui um site de sinônimos pra vocês. "De bandeja"!


  • Inspiração: Diquinha de sempre né... leia outros poetas que usam rimas de maneira inovadora para expandir seu vocabulário e encontrar novas rimas.


5. Trabalhe a Fluidez do Texto


  • Ligação entre versos: Não vai "Blocar" seu poema. Tentem escrever de uma forma que a transição entre os versos seja suave. Utilizem palavras de ligação ou continue a ideia de um verso no próximo.


  • Enjambement: Usem o tal do enjambement (quando a frase continua no próximo verso) para manter a fluidez e evitar uma estrutura muito rígida.


6. Revisão e Refinamento


  • Revisão contínua: Diquinha de sempre essa também, parceires... Não hesitem em revisar seu poema várias vezes. Ajuste as palavras e a estrutura até que o ritmo e a rima estejam perfeitos. Em poemas de versos regulares, a magia acontece quando a métrica e a rima são perfeitas até no que se diz respeito a quebrar a métrica e a rima. Deu pra entender isso? rs


  • Feedback: Peça feedback a outros poetas ou leitores. Uma nova perspectiva pode ajudar a identificar problemas de ritmo ou rima que você não notou.


7. Incorpore Técnicas Literárias


  • Aliteração e Assonância: Use aliteração (repetição de sons consonantais) e assonância (repetição de sons vocálicos) para criar musicalidade no poema. Apesar do nome estranho que vocês nunca tenham escutado, não é nenhum bicho de sete cabeças estas técnicas. Basicamente A aliteração faz frases do tipo “Sussurras sempre segredos soltos” enquanto a assonância faz frases do tipo "Juro que não acreditei, eu te estranhei/Me debrucei sobre teu corpo e duvidei/E me arrastei e te arranhei/E me agarrei nos teus cabelos".

  • Imagens e Figuras de Linguagem: E poemas são lugares para metáforas, símiles e outras figuras de linguagem ajudam a torná-lo mais vívido e interessante aos leitores.



 

Espero que estas dicas ajudem vocês no desafio "POEMAS E VIAGENS", e quero ler muito poemas nas próximas semanas por aqui!.


De partida,

Milli Alves




0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Comments


bottom of page