top of page
AD.png

Brigadeiros e Einstein



Argumentação: O Óbvio é óbvio 


Deixar pra segunda é um tipo de procrastinação. Eu até tinha uma plaquinha que me definia: amanhã eu faço. Hoje há tratamento para esse problema. Se não for enquadrado como TDHA,  obviamente, deixar pra depois tem um quê de ócio pra criatividade. É óbvio que, um dia, eu faço...


Nas redes sociais tudo vira certo. Todos estão certos. E o que dizem, é óbvio. Essa é a tese que diz tudo: o óbvio é óbvio. Se você quer ganhar uma discussão, use essa frase. O debatedor vai se achar sem saída e, pior, vai se perguntar onde perdeu o rumo da conversa, onde entregou provas contra si mesmo.Você não gosta de um artista que é idolatrado pelos milhões de seguidores dele? É óbvio que não sabe o que é bom, ou é de uma geração antiga que parou no tempo. Você gosta de um artista que ninguém ouviu falar? É óbvio que está envelhecendo ou não se atualiza nos tempos modernos.


Ser óbvio diz tudo: você é que não está enxergando o que está à sua frente. Obviamente. Quer que eu desenhe? Qual parte do que eu falei você não ouviu?


Tem aquele ditado, também, que reforça uma obviedade: onde há fumaça há fogo. Isso explica qualquer boato que surge e que ninguém sabe de onde saiu. Hoje denominam fakes. Obviamente, alguém sabe de algo que você não sabe.


Então, é óbvio que, se você não entende, tem que pesquisar. Se você não concorda, tem que guardar pra si, pra não brigar. Se você quer ter razão, tem que baixar o tom da voz. Se você não quer saber, não pergunte. O óbvio é óbvio.


Contra-Argumentação: o óbvio não é óbvio.


Quanto é 3÷0? A resposta óbvia seria... 0 (zero). Mas, pergunto: você tem 3 (três) brigadeiros, e não tem que dividir com ninguém (3÷0), com quantos brigadeiros você fica? Com os 3 brigadeiros! (3÷0=3)E pode comer todos.

Na matemática conhecida, tudo é exato e comprovado. Nas situações e conversas do dia a dia, o que parece óbvio não é. Pode ser óbvio pra você, não pra mim. Pode ser óbvio para mil pessoas, menos para uma. Pode parecer óbvio — e, obviamente, não ser. Depende do observador, como a física quântica comprova. E Einstein provou, em sua teoria da relatividade.


PS: Sou da turma que acredita que o óbvio NÃO é obvio, claro.

Goretti Giaquinto

Desafio #19: Contra-argumentando-se

1 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

1 Comment


Bob Wilson
Bob Wilson
Jan 23

Deu até um nó na minha cabeça haahha. Ótimos argumentos e contra-argumentos.

Like
bottom of page