top of page

Vejo Cores em Você



Fumaça de cores, olhar e batidas do coração
Vejo cores em tudo. E em você....



 
Sou feita de cores, sou claro e escuro, sou verão e inverno na força e nas dores. Sou outono e primavera nas nuances das flores, no sabor do oceano e cheiro do deserto.
Sou a paleta inteira das cores que me transformam num arco-íris.
 

Minha cor é o azul.  Quando o azul do céu se mistura ao do mar, num horizonte longínquo, me faz pensar. Quando se mistura aos raios do sol e se torna verde água, reflete a imensidão que trago dentro de mim. Todas as nuances do azul me revelam.

O azul me comove, quando vira céu. Me renova, quando vira mar. Me acalma, quando preciso de colo. Me encanta, quando devolve o meu olhar.


Gosto da sabedoria descontraída do amarelo, que no calor solar esquenta minha pele, me deixa saudável e otimista.

Quando o azul se mistura com o amarelo solar,

me transforma em verão.


Gosto da vitalidade do verde. Esse que me purifica, me alivia quando piso, descalça. Observo a capacidade de regeneração da nova planta, depois do outono das emoções. O verde me fertiliza de criatividade.

Que me traz esperança de renascimento,

me envolve de primavera.


Gosto do dinamismo do vermelho, que se mistura ao amarelo na chama que queima de paixão, ou se transforma na extravagância do laranja no pôr do sol, que me entusiasma e energiza. E traz a ternura, quando se mistura ao branco para me relembrar das rosas do amor. Ou me traz estabilidade, quando se associa ao preto.

E me relembra que tudo posso no marrom da terra que me conforta,

no outono de minhas paixões.


Amo a criatividade do roxo, que se mistura ao azul e anuncia o erótico anoitecer. Que me lembra outra vidas que vivi, e me conecta ao espírito da floresta, do mar, do planeta, e à malha infinita da magia do universo.

Que me aprofunda no inverno de meus mistérios.


Gosto do branco e do preto. Na paleta, são a mistura, a presença e a ausência da luz que chega aos nossos olhos.

Me lembram o começo e o fim das jornadas, a luz e a escuridão que move cada um de nós.


Misturados a outras cores, trazem o momento em que me reconecto aos outros, nos tons que representam a influência e as marcas que levamos e trazemos nas estações da vida. Misturados na neutralidade do cinza dos pensamentos nublados, me convocam à introspecção, me puxam à realidade.

Me convidam a colorir os pensamentos, e simplesmente, viver.


 

Goretti Giaquinto

Desafio #37 de 365

Tema: Sobre Cores

Definir uma cor favorita e escrever um poema sobre o que ela representa para você.


Crédito das imagens montadas através do Canva:

Imagem de fotografierende por Pixabay (olho)

Imagem de cmart29 em Pixabay (fumaça de cores)

Imagem de Gordon Johnson por Pixabay (eletrocardiograma)


Para o poema, utilizei algumas características da psicologia das cores, do site indicado abaixo (Cores e seus significados - Enciclopédia Significados).

Entretanto, cada um de nós sente e vê as cores com o universo que traz em seu íntimo...

 


Recent Posts

See All
bottom of page