top of page

Olhos Que Traem


Artesanato de mulheres chamadas namoradeiras
As Namoradeiras que me animam, que me sorriem, que me encantam (Imagens: arquivo pessoal)


Em casa, vejo as namoradeiras                      

Que me olham, sorriem, encantadas         

Comigo estão, sempre verdadeiras              

Em outros tempos, foram iludidas                

 

São mulheres que, amorenadas                    

De olhares fixos e bem diretos                        

Caladas, e tão bem representadas                                

Na janela, miravam prediletos                         

 

Nesse artesanato me encanto                         

Sorrio de volta, e elas dançam                        

Mulheres sedutoras e sem pranto                 

Que, comigo, muito amor balançam                                   

 

Na aquarela, me inspiram os rostos            

Cujos traços, observando, me atraem                       

Vejo tintas ganhando vida, gostos                

E lembro os olhos que tanto se traem



Algumas aquarelas do curso que fiz em 2022

-MasterClass (arquivo pessoal)


 

Goretti Giaquinto

Desafio #78 de 365

Tema: Artesãos e Artesãs

Faça um poema de versos regulares homenageando a profissão de artesão.

Inclua neste poema um artesanato que você tenha ou faça.

Texto caracteres livres.

 
A curiosidade me move.
A que mexe com pensamento e minhas emoções. Não sou muito boa em trabalhos manuais, apesar de desenhar relativamente bem — à mão livre e no computador (tive que aprender a lidar com softwares específicos pra minha formação em arquitetura).
Sei costurar, bordar (mais ou menos). Gosto mais do que sei. Na verdade, gosto de bordar com brilhinhos. Tudo tem que ter um toque de brilho, pra mim. E tem que dar brilho ao meu olhar.
Gosto de aquarelar, principalmente figuras humanas. Mais do que de paisagens e de natureza morta. Talvez porque tento me ver na mistura da água com a tinta, na conexão das misturas. Que formam rostos, corpos. Que se transformam em vidas, no papel.
Por mim, enchia minha casa de artesanato. Tenho alguns, trazidos pra me lembrar de minha essência nordestina, na região sudeste que me adotou.
Gosto do que as mãos podem fazer. Do que as mãos podem transformar. Da arte que vem das mãos e do olhar, traduzindo o universo interno de quem faz. Do que acontece quando alguém olha pra arte, e se identifica. E transforma.

Recent Posts

See All

2 Comments


Suas namoradeiras namoram?😜

Like
Replying to

Sim... Na imaginação 😉

Like
bottom of page