top of page

Morreu no Bunker


(Imagens geradas por AI no Canva)


Somente terra avermelhada, nenhuma árvore pra dar sombra. Restos de construções danificadas, sem permitir identificar se eram casas ou prédios. Este era o cenário depois do ataque nuclear daquele país.


Poucos sobreviveram para contar a história. Um deles é o nosso protagonista, que gostava de se intitular king Paul – seu verdadeiro nome desconhecido, escolheu um qualquer, pois ninguém o reconheceria. Seu papel no clã dos sobreviventes: causar desarmonia, assim poucos estariam vivos, para brigar pelos mantimentos escassos. Sua turma consistia de arruaceiros como ele. Prontos a brigar, por nada. Seu maior rival: um ex político, que estava tentando por ordem no caos. Nesta turma oponente, o pessoal gostava de ser liderado por um lobo travestido de ovelha.


Cenário típico de pós guerra, a luta pela sobrevivência começou com uma guerra previsível: pelo bunker que sobrou, contendo os mantimentos escondidos, única promessa de que poderiam seguir adiante. O líder do grupo do ex-político era o único sabendo da localização precisa do lugar, mas o nosso anti-herói, esperto, colocou um de seus seguidores para espionar. O sequestro do bunker iria garantir a sobrevivência de um ou do outro clã.


Cada um desenhou seu plano de ação, que se desenrolou ao mesmo tempo, em sincronia. Os bandos se enfrentaram com as armas que conseguiram improvisar. Sangue escorria dos dois lados, e corpos caíram no chão que mudara de cor, misturado ao vermelho intenso jorrado.


Depois de horas da batalha exaustiva, o King se deu como vencedor. Caminhando para o local palco da luta, olhou à sua volta e sorriu. Havia conseguido dizimar muitos do que haviam sobrevivido antes. Sua subsistência estava garantida, por certo.


Triunfante, abriu a manivela que guardava a entrada do lugar. Com muito esforço, pois a reação nuclear comprometera o mecanismo. Na ante-sala do bunker, grande surpresa o esperava: vários sobreviventes aglomerados, que foram avisados com antecedência do ataque e conseguiram se esconder. Ainda, para completar, o esperavam com armas que não hesitaram em usar, para proteger suas próprias vidas e o futuro de suas proles.


 

Gattorno Giaquinto

Desafio #98: Anti-Herói.

  1. O/a protagonista deve ser um/uma anti-herói(na), alguém que não concorda com a lei ou que busca vingança de alguma forma;

  2. A história deve se passar em um cenário pós-apocalíptico, onde a sociedade como conhecemos não existe mais e a luta pela sobrevivência é constante;

  3. O clímax da história deve envolver uma grande batalha de vida ou de morte, onde o protagonista enfrenta seu maior inimigo em uma luta épica.

  4. Caracteres livres.

Recent Posts

See All

Comments


bottom of page