top of page
AD.png

Livros Mais Vendidos (70', 80', 90') e o Impacto Na Literatura, Cinema e Cultura POP.

Xuxus... me dasafiaram, e quando “Péla Saco” vem me tirar de pouca B*st@, só o que eu respondo é “Sem Crise!,Tô Nessa!”.


Fiz uma pesquisa aqui e vou trazer para vocês os 3 livros mais vendidos nas décadas de 70', 80' e 90' e como eles influenciaram a literatura, o cinema e a cultura pop futura.

Como diria a Mama Ru”, Babadeiro esse artigo aqui gente.



Me fala se você já leu algum, ou assistiu alguma adaptação deles nos comentários, falou e disse?!


Aaaah, importante frisar isso: Não se trata de um gosto meu e nem se foi boa ou ruim as informações e influências destes livros para nós. Vou ser bem direitinha e só pontuar os 3 livros mais vendidos na década (de acordo com o que pesquisei por aqui. Se você tiver dados diferentes, traz aqui pra “roda”) e como eles influenciaram a cultura em geral.


E, dica extra Sisters & Brothers, aproveita o domingo e começa essa leitura ou assista as adaptações que indicamos neste artigo.



Os 3 Livros Mais vendidos na Década de 70 e sua influência:

  1.  "Jaws" (1974), de Peter Benchley




  • No cinema, o livro foi adaptado para o filme homônimo de 1975 dirigido pelo amigão, Steven Spielberg. "Jaws" redefiniu o gênero de suspense e terror no cinema (segundo críticos. Eu mesma não tenho bagagem pra afirmar isso kkkk), e inaugurou (junto com outros filmes) a era dos blockbusters de verão.

  • Na literatura, “Jaws” Popularizou o subgênero do thriller aquático e inspirou outros escritores a explorar medos psicológicos e ambientes naturais como antagonistas. Adoooro este tipo de filme!

  • Para a cultura, o livro trouxe aos holofotes o comportamento dos tubarões e contribuiu de alguma forma para a discussão da preservação marinha.



2. "The Thorn Birds" (1977), de Colleen McCullough


  • Na televisão, o livro foi adaptado para uma minissérie de grande sucesso em 1983, redefinindo o formato das minisséries televisivas e inspirando adaptações subsequentes de romances épicos. Tipo Globo, sabe?.

  • Na literatura, o livro Influenciou escritores a explorar sagas familiares e romances históricos, popularizando histórias ambientadas em cenários exóticos. Tipo Record, sabe?

  • Para a Cultura, a minissérie foi um fenômeno cultural, abordando temas como amor proibido e conflito familiar, bombando em toda a galáxia.



3. "Watership Down" (1972), de Richard Adams




  • Na literatura, inspirou escritores a explorar a literatura de fantasia a partir de perspectivas animais, contribuindo para a popularidade do subgênero antropomórfico. Euzinha, gosto viu!


  • No cinema e animação, o livro foi adaptado para um filme animado em 1978, influenciando futuros trabalhos de animação voltados para temas mais adultos e complexos. E em 2018, ninguém menos e ninguém mais que a NETFLIX lançou uma minissérie lindaaa também inspirada no livro (para maiores de 12 anos).


  • Para a cultura, o livro e animação ajudaram promover discussões sobre a vida selvagem e questões ambientais, influenciando movimentos ecológicos.



Os 3 Livros Mais vendidos na Década de 80 e sua influência:

  1. “The Name of the Rose" (1980), de Umberto Eco


  • No cinema, o livro foi adaptado para um filme de sucesso em 1986, estrelado por Sean Connery, influenciando a abordagem cinematográfica de narrativas complexas e históricas.

  • Na literatura, ajudou a popularizar o romance histórico-misterioso, inspirando escritores a combinar erudição histórica com tramas de suspense.

  • Para a cultura, reforçou o interesse pelo período medieval e pela filosofia, influenciando obras acadêmicas e literárias posteriores.



2. “It" (1986) de Stephen King


  • No cinema e televisão, é mais um dos mais famosinhos desta lista. Foi adaptado para uma minissérie em 1990 e para filmes em 2017 e 2019, solidificando o lugar de King como o "Rei do Terror" e influenciando o gênero de terror audiovisual.

  • Na literatura, estabeleceu novos padrões para o terror psicológico e sobrenatural, inspirando uma geração de escritores a explorar medos profundos e traumas de infância.

  • Para a cultura, abordou temas como amizade, trauma e coragem, impactando a cultura popular e gerando uma base de fandom (fãs) dedicado.



3. “The Bonfire of the Vanities" (1987), de Tom Wolfe


  • Na literatura, é considerado um marco do "novo jornalismo", influenciando escritores a explorar narrativas ficcionais com técnicas jornalísticas. Este é Show de bola!

  • No cinema, foi adaptado para um filme em 1990 (não tão show de bola), que parece que gerou um pequeno caos e burburinho entre público e críticos, sendo considerado um filme bem controverso (por ambos) e que foi incapaz de capturar o tom satírico e a complexidade social do romance de Wolfe. Isso contribuiu para as discussões sobre adaptação literária e fidelidade ao texto original. Uma das críticas mais notáveis veio de Janet Maslin, do The New York Times, que escreveu: "O Sr. De Palma fez um espetáculo moralizante e brilhante, mas, em última análise, vazio de um filme que deveria ter sido uma sátira mordaz e afiada sobre a ganância dos anos 80 e a estratificação social. O resultado é um filme que, apesar de seus valores de produção extravagantes, cai de cara no chão.”. Essa crítica exemplifica o sentimento geral de desapontamento com a adaptação cinematográfica, que não conseguiu capturar a essência e o impacto do romance de Tom Wolfe.

  • Para a cultura, o livro comentou sobre a avareza, o racismo e a corrupção na sociedade americana dos anos 80, influenciando debates culturais e sociais.


Os 3 Livros Mais vendidos na Década de 90 e sua influência:

  1. "The Da Vinci Code" (1997) de Dan Brown


  • Na literatura, posso dizer que é meu livro top 3 da vida. Revolucionou o gênero do thriller conspiratório, inspirando uma onda de romances centrados em segredos históricos e mistérios religiosos.

  • No cinema, também posso dizer que é meu filme top 3 da vida. O livro foi adaptado para um filme de grande sucesso na galáxia em 2006, dirigido por Ron Howard e estrelado por nosso Tom(zinho) “Wilson” Hanks, influenciando futuras adaptações de thrillers literários.

  • Para a cultura, ajudou a popularizar as teorias da conspiração (olha onde chegamos nos dias de hoje. Até em #MamadeiraDePiroca tem amigões e amigonas acreditando) e questões sobre a história da arte e religião, impactando a cultura popular e acadêmica.



2. “Harry Potter and the Philosopher's Stone" (1997) de J.K. Rowling


  • Na literatura, não dá para negar que a sister redefiniu a literatura infanto-juvenil, inspirando uma nova geração de escritores de fantasia e aventura.

  • No cinema, teve o livro adaptado para uma série de filmes de grande sucesso e não também não dá para negar que criou um fenômeno cultural na galáxia influenciando a indústria cinematográfica.

  • Para a cultura, apesar de gerar uma das maiores bases de fãs do cosmos inteirinho, impactado a educação e a leitura entre jovens, e deixando um legado duradouro na cultura pop, o que não da para negar é que a sister nos últimos anos vem sendo bem errada (para não chamar do que deveria ser chamada e receber um processo na minha primeira semana de trabalho) nas questões de gênero. Suas críticas às políticas de identidade de gênero foram vistas por muitos como transfóbicas e excludentes, gerando uma divisão significativa entre seus apoiadores e detratores. Atores da franquia "Harry Potter" e ativistas LGBTQ+ reagiram negativamente as suas falas e isso contribuiu para o debate mais amplo sobre a interseção entre feminismo e direitos trans.


3. “Bridget Jones's Diary" (1996) de Helen Fielding


  • Na literatura, o livro ajudou a popularizar o gênero "chick lit" (se quiserem posso trazer mais livros deste gênero), inspirando uma onda de romances centrados em mulheres modernas e suas vidas amorosas e profissionais.

  • No cinema, o livro foi adaptado para um outro filme de sucesso na galáxia todinha (em 2001), estrelado por Renée Zellweger, influenciando a representação de protagonistas femininas na tela.

  • Para a cultura, livro e filme refletem e influenciaram atitudes sobre relacionamentos, carreira e autoimagem, ressoando especialmente com o público feminino.



E aí, o que acharam Sisters & Brothers


Me desafiaram a trazer autores e autoras que deixaram um impacto significativo na literatura, cinema, e cultura popular por meio das suas canetadas (ou, dedadas no teclado). 


Nós, escritoras e escritores temos o poder de num cenário micro (na sua família, bairro, escola, trabalho) ou no macro (cidade, estado, país, planeta, galáxia), a contribuir para a nossa cultura. Temos o poder de ajudar a melhorar o mundo e a nós mesmos. Ser adaptado para o cinema, ganhar dinheiro, vender milhões, todos queremos parceiros e parceiras mas, façam disso o menos importante. Tenham certeza que se o que você escrever é importante para você, certamente sua escrita é importante para outras pessoas. 


Sejam sinceros, deem a cara a tapa, mostrem suas vulnerabilidades, se dediquem e certamente você irão ajudar a si mesmes, suas famílias, bairro, cidade, estado, país, planeta, galáxia, cosmos e todas as energias e entidades que acreditarem existir.


Milly Alves

2 comentários

Posts Relacionados

Ver tudo

2 Comments


Assisti tubarão/jaws,li os livros assisti os filmes o nome da rosa / the name of the rose, o código da Vinci/ Da Vinci Code e os diários de Bridget Jones/ Bridget Jones’ Diary. Gostei de todos

Like

Bob Wilson
Bob Wilson
May 19


Like
bottom of page