top of page
AD.png

Infância

Eu era pequena e zangada

Mas, gostava de brincar.

Na escola era excomungada,

No recreio brincava de rimar.


Entre os versos e as prosas

Tinha a boneca e a peteca.

As brincadeiras desastrosas

E a cantiga da Sinhá marreca.


Cantigas de roda e bolinha de gude

Pipa e bafo.

Corria com os meninos que era uma virtude

Ganhava sempre e era o desabafo.


Ah, infância querida, subia na goiabeira

E fugia das chineladas.

Com carrinho de rolimã descia na pirambeira,

E em casa me deliciava com a marmelada.











0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Comments


bottom of page