top of page

Enchentes do RS e o Setor Literário

As enchentes que assolaram o Rio Grande do Sul, no Brasil, causaram um impacto devastador em diversas áreas da sociedade, e o setor literário não ficou imune a essa tragédia. Com bibliotecas e livrarias inundadas (como a livraria Taverna que publicou esse triste vídeo), livros perdidos e danificados, muitos escritores e leitores viram seu universo literário ser literalmente levado pelas águas.


Circula nas redes diversos pedidos de ajuda como esse que traz profissionais que trabalham com quadrinhos e que passam por necessidades neste momento.


A própria Livraria Taverna (citada acima) divulgou um PIX para o qual você pode enviar sua ajuda: livrariataverna@gmail.com


Se você é amante dos livros, seja você leitor, leitora, escritor ou escritora, para além da ajuda básica com alimentação e água, busque verificar se sua livraria, editora, autores e profissionais do meio editorial que residem no sul, também não estão precisando de ajuda.


Além disso, escolas e universidades também foram afetadas, o que impactou diretamente o acesso à educação e à leitura. Hoje calcula-se que mais de 50% das escolas e 1800 crianças estão fechadas e sem aulas. Com as instituições de ensino fechadas ou destruídas, muitos estudantes e professores ficaram sem livros e materiais didáticos, comprometendo o desenvolvimento intelectual e acadêmico de toda uma comunidade.


A situação torna-se ainda mais alarmante quando pensamos no impacto emocional e psicológico que a tragédia causou nas vítimas. Muitos escritores e artistas que encontravam na literatura uma forma de expressão e catarse, agora se veem sem condição de produzir ou consumir obras literárias, o que pode afetar diretamente sua saúde mental e bem-estar emocional.


Diante desse cenário desolador, medidas emergenciais precisam ser tomadas para garantir que o setor literário da região possa se recuperar e continuar sua importante missão de educar, entreter e inspirar as pessoas. A reconstrução das bibliotecas e livrarias, a doação de livros e materiais didáticos, o apoio financeiro aos escritores e artistas afetados e campanhas de incentivo à leitura são algumas das ações que podem ser adotadas para ajudar a resgatar a vitalidade e a importância da literatura em meio a essa crise. Infelizmente, como de costume, sabemos que dificilmente a classe política ira se preocupar com isso (vide a situação da cultura em tempos pandêmicos). Cabe mais uma vez a nós, sociedade, puxar essa pauta e onda de colaboração.


Editora QUESTIONE!, junto a Diários de Viagem, por meio do projeto "É Dia De Escrever", mantém uma campanha continua de doação de livros. Todos os livros arrecadadas até o fim de julho serão enviados a bibliotecas, livrarias e escolas das cidades afetadas.


Para isso, contamos com a sua ajuda:

  1. Indiquem nos comentários bibliotecas, livrarias e escolas que precisam desta doação;

  2. Seja um ponto de doação parceiro, recebendo e selecionando os livros para envio para estes locais (o envio será por nossa conta)

  3. Doe livros!

    1. Se você é de São Paulo, entre em contato com a gente pelo email ediadeescrever@gmail.com com o assunto "Doação para RS". Organizaremos como retirar os livros com vocês ou iremos sugerir um ponto de recolha para você deixar por lá.

    2. Se você é de outra cidade, seja um/uma articulador deste movimento. Te ajudaremos a organizar, divulgar e enviar os livros (sem custos).


Por fim, óbvio que hoje, água, comida, roupa, um teto e afeto são prioridades, por isso, contribua da forma que conseguir. Seja doando, seja participando dos mutirões, divulgando as ações e/ou cobrando políticos para se mexerem.



 

Recent Posts

See All

Comentarios


bottom of page