top of page

Amor, Sim. Guerras, Não.


Avião espalhando flores em um campo
Mais amor, NÃO às guerras! (Imagem DALL-E 3)


2024. O mundo aponta pra um destino cruel, alimentado por duas guerras camufladas num mesmo motivo: mentalidade ultrapassada. Lembrando guerras inúteis que deixaram rastros do que nunca deveria ter acontecido.


Eu me pergunto como isso ainda pode acontecer!


Dizem que as profecias são tendências. E que só apontam o que pode acontecer. Se temos como antecipar o final, há o que ser feito para mudar as profecias. Tudo pode mudar.


A história mostra que vivemos em ciclos. Viemos de períodos onde lutamos por necessidades básicas, até atingirmos uma fase melhor. Há um início, um meio e um final de cada ciclo. E a história se refaz. Muda.


O meio é o ponto crítico das profecias: onde temos o poder de mudar, de fazer um final contrário ao tendencioso.


Estamos no meio de uma fase da história. O conhecimento e as informações nos chegam a todo momento. Temos tudo a um clique — e que pode não ser o botão que detonará a bomba que nunca deveria ter sido criada. Estamos no meio de uma crise cujo final pode ser mudado.


Apesar de estarmos no meio, podemos — ou melhor, devemos — agir pra que a seja um outro final, não o que já temos spoiler. A própria história nos dá subsídios do que pode acontecer, com base em fatos racionalmente mostrados nessa rede cada vez mais inteligente que nos enreda.


Se eu tenho esse poder, já o decreto: as guerras serão transformadas em acordos de paz, para que um novo ciclo se inicie. E que será muito, muito próspero.



 

Desafio #. De 365

Tema: Reescrevendo fatos

Escolha um momento da história e escreva ele

Faça uma descrição objetiva do fato e mude totalmente o final do acontecimento

Texto até 800 caracteres

Recent Posts

See All

1 comentario


Que seu poder seja real!

Me gusta
bottom of page